Notícias da CERR

Notícias da CERR

09/06/2020

imagem da notícia

Acompanhado de secretários de Estado e de deputados das bancadas federal e estadual, o governador Antonio Denarium inspecionou, na manhã deste sábado, 6, obras de construção, ampliação e reforma do complexo hospitalar do HGR (Hospital Geral de Roraima).

O primeiro local a ser visitado pela comitiva, formada pelos secretários de Infraestrutura, Edilson Lima, da Saúde, Marcelo Lopes, da Casa Civil, soldado Sampaio, da Casa Militar, coronel Elson Paiva; de Comunicação, Doan Rabelo, deputado federal Ottaci Nascimento, e deputados estaduais Renato Silva, Neto Loureiro e Marlon Maia, foi o Bloco E, anexo do HGR.

Com investimento de R$41 milhões de recursos pagos pelo Governo de Roraima e previsão de término no segundo semestre deste ano, o Bloco E terá 70 leitos no primeiro piso; 60 no segundo; 40 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no terceiro; e dez salas cirúrgicas no quarto piso.

“A construção do Bloco E está em fase de conclusão. Reiniciamos esta obra no mês de março de 2020; e nossa meta é entregar o mais rápido possível para a população. Estamos reformando também o Bloco B do HGR e ampliando o Grande Trauma, que terá mais 27 leitos na Ortopedia. Aqui, no anexo, teremos 120 leitos de enfermaria; 40 leitos de UTI e dez centros cirúrgicos. Temos quatro centros cirúrgicos no HGR e realizamos cerca de 40 cirurgias por dia. Com 14 salas cirúrgicas, este número será muito maior”, ressaltou Antonio Denarium.

“Estamos construindo agora a parte da subestação, reservatório de água e estação elevatória de esgoto. Na parte interna, estamos fazendo as ligações de gases medicinais; cabeamento estruturado e de ar condicionado. Devemos concluir a obra no segundo semestre, entre os meses de setembro e outubro”, disse o secretário de Infraestrutura, Edilson Lima.

Também em estágio adiantado, os serviços de reforma do Bloco B do HGR, que acomoda os setores de Pneumologia e Infectologia, devem ser finalizados no segundo semestre. Estão sendo aplicados na reforma deste Bloco R$ 1.085.308,25, recursos oriundos de emenda parlamentar da ex-senadora Ângela Portela.

A comitiva vistoriou ainda os serviços de reforma e ampliação do Grande Trauma, com previsão de término até o fim deste ano. O setor passará a ter 49 leitos após a conclusão da obra, o dobro da capacidade que tem hoje. Os investimentos são de R$2,7 milhões, provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Hiran Gonçalves.

“Estamos construindo o Grande Trauma e reformando o Bloco B. Reformaremos também os Blocos A, C e D do HGR. Na Maternidade, estamos reformando o Bloco das Azaléias, a UTI e o Centro Cirúrgico, com ampliação do número de vagas. Estamos fazendo um trabalho muito intenso em todas as unidades de saúde de Roraima”, frisou Denarium.

“Existem obras já em andamento em Rorainópolis. Vamos reformar e ampliar os hospitais de Pacaraima, Mucajaí, Normandia, Iracema, São João da Baliza e São Luiz do Anauá. Já entregamos reformado o hospital de Alto Alegre, inauguramos o de Caroebe. Vamos inaugurar o de Santa Maria do Boiaçu e, atualmente, o Hospital de Bonfim está sendo reformado. Vivemos um novo momento de união política. Quem sairá ganhando é a população de Roraima”, acrescentou o governador.

O discurso de união em prol da saúde ganhou ressonância entre os demais integrantes da comitiva. “Estamos satisfeitos por observar que as obras não estão paradas. Até o mês de julho, teremos muitos novos leitos. Temos compromisso com a sociedade de ampliar também a quantidade de leitos para a Covid-19; oferecer apoio para inauguração do Hospital de Campanha. A expectativa é boa. Com o apoio do governador Denarium, superaremos este momento. Ele tem se desprendido inclusive de questões político-partidárias, pois a situação carece dessa união. Só com a união de todos, conseguiremos reverter o quadro”, enfatizou o novo secretário da Saúde, Marcelo Lopes.

“Vivemos um momento de união, de preocupação para resolver os problemas”, afirmou o deputado Ottaci Nascimento. “Percebemos avanços nessas obras desde a última visita técnica. Os trabalhos continuam e o objetivo final é salvar vidas. Estamos juntos nessa batalha”, corroborou o deputado Renato Silva.

Há obras em andamento em vários municípios

Além das obras do complexo do HGR, o Governo de Roraima está com serviços de edificação e reforma de unidades em outras localidades.

Em Rorainópolis, está em construção a Maternidade. A edificação faz parte da ampliação do Hospital Regional Sul Ottomar de Sousa Pinto. O local terá cerca de 80 leitos, dois consultórios, sala de ultrassom, sala de tomografia e dois centros cirúrgicos. Estão sendo investidos R$ 3,8 milhões, oriundos de emenda do ex-deputado federal Remídio Monai.

Também em Rorainópolis, está em execução a construção do CEM (Centro de Especialidades Médicas). A obra, orçada em R$ 1 milhão, proveniente de emenda do ex-deputado federal Remídio Monai, se encontra na fase final dos acabamentos internos das paredes, além da conclusão das instalações elétricas e sanitárias. Após o término, a população terá ofertas de ortopedia, ginecologia, urologia, otorrino, ultrassonografia, eletrocardiograma e oftalmologia.

O Bloco das Azaléias, do Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth, está passando por reforma e ampliação e contará com cerca de 30 leitos. Após a demolição de boa parte da estrutura que não era mais adequada, a reforma avança com a execução da alvenaria, início das instalações hidrossanitárias, cortes nas paredes para passagem de tubulação elétrica, chapisco e construção de um novo piso. Os recursos de R$ 825 mil são de emenda da ex-senadora Ângela Portela.

No município de Bonfim, o Hospital Hospital Álvaro Rodrigues está sendo reformado e ampliado. Estão sendo investidos R$ 2,8 milhões em recursos repassados pelo Ministério da Saúde, por meio de emenda do deputado federal Jhonatan de Jesus. O local oferecerá uma área construída de 1.884,90 metros quadrados. Contará com 104 ambientes, incluídos os leitos, enfermagem, setor administrativo, rouparia, consultórios, banheiros, sala de isolamento, farmácia e enfermagem, entre outros.

Fonte: Secom-RR