Maternidade registra queda no número de pacientes internados com covid-19

NOTÍCIA Assessoria de Comunicação
imagem da notícia

Semana começando com boas notícias. O Estado de Roraima tem avançado na luta contra a pandemia da covid-19. E entre os avanços está a redução no número de pessoas internadas na unidades hospitalares.

No Hospital Materno Infantil Nossa Senhora de Nazareth a taxa de ocupação tem diminuído de forma gradativa, nos últimos dias.

Desde o início de outubro, quando havia três pacientes em tratamento na Maternidade, o número de bebês internados na UTI e nos leitos clínicos tem caído de forma considerável, tanto que nos últimos sete dias seguidos, a Maternidade está com todos os leitos desocupados, ou seja, nenhum paciente internado.

“Notícias como essa nos enchem de alegria e nos dão a injeção de ânimo que é preciso para continuar trabalhando firme e forte. A saúde é uma das nossas áreas de maior preocupação, pois é uma pasta complexa que requer muita responsabilidade e compromisso, principalmente nesse momento de pandemia. Só tenho a agradecer pela dedicação de todos os profissionais envolvidos nessa missão que é salvar vidas”, destacou o governador Antonio Denarium.

De acordo com o secretário de saúde, Leocádio Vasconcelos, por conta da pandemia foi necessário fazer uma força-tarefa para readequar o fluxo de atendimento na rede estadual, A Maternidade por exemplo, chegou a contar com uma UTI exclusiva para atendimento de gestantes com covid-19, além da UTI Neonatal que está mantida até o momento. A unidade passou por todo um trabalho de adaptação para garantir que as pacientes com e sem a covid-19 pudessem ser atendidas sem transtorno.

“Por causa da pandemia precisamos nos reinventar em várias áreas e na saúde não foi diferente. Na Maternidade em especial, tivemos profissionais que precisaram ser capacitados para reforçar e ampliar os conhecimentos que possuíam na área de assistência respiratória, tivemos que fazer mudanças na estrutura física para atender a todos com segurança e não foi uma missão fácil, visto que o prédio tinha mais de 30 anos de construção. Mas graças a Deus e ao apoio do governador, tivemos a atenção necessária para colocar as mudanças em prática e com diminuir os impactos da pandemia às nossas pacientes”, complementou o secretário.

Para a médica e diretora clínica da Maternidade, Flávia Bonini, ver a diminuição no número de pessoas internadas deixa o sentimento de dever cumprido e de esperança em dias melhores.

“É super acalentador observar que o impacto desta doença está caindo, em especial no grupo neonatal. A imunização da população adulta com certeza repercutiu de forma favorável e positiva sobre os baixos índices atuais na faixa etária pediátrica. Além disso vale lembrar sobre o fator de sazonalidade visto que, em épocas de chuva e inverno as doenças respiratórias são mais incidentes, gerando mais casos suspeitos. Contudo, mesmo com descendência dos números de internação, continua nosso apelo e orientação às famílias e ao poder público para que mantenham o rigor nas medidas de prevenção”, reforçou a médica.

 

Fonte: Secom - RR