GUERRA CONTRA A COVID | Roraima recebe mais um lote com 2.300 vacinas para reforçar imunização

NOTÍCIA Assessoria de Comunicação
imagem da notícia


O Governo de Roraima recebeu neste sábado, 8, uma nova remessa de vacinas para reforçar a imunização contra a covid-19. O Estado recebeu 2.300 doses de vacinas Coronavac, produzidas pelo Instituto Butantan, somando mais de 26 mil vacinas recebidas, só este mês, do Ministério da Saúde. Os imunobiológicos serão utilizados para reforçar a aplicação da segunda dose para as pessoas que já receberam a primeira dose do imunizante contra a covid-19.

De acordo com o secretário de Saúde, Airton Cascavel, a nova remessa recebida neste sábado será de fundamental importância para manter o trabalho de imunização em Roraima. "Com a chegada destas vacinas de hoje, já recebemos mais de 26.000 vacinas do MS, só este mês, e o Governo de Roraima vai trabalhar para que os municípios recebam os imunobiológicos o mais rápido possível e mantenham a vacinação do público com comorbidades. O nosso objetivo é vacinar a nossa população e garantir que todos estejam protegidos", esclareceu o secretário.

Até o momento, o Estado de Roraima recebeu 206.980 e já distribuiu 178.091 doses, mais de 86% de distribuição do total recebido.

As vacinas chegaram ao Aeroporto Internacional de Boa Vista Atlas Brasil Cantanhede e foram recebidas pela equipe do Ministério da Saúde. Com o apoio da Polícia Federal, foram levadas para a sede do Nepni (Núcleo Estadual do Programa Nacional de Imunização), para serem distribuídas aos municípios, após conclusão do levantamento técnico do estoque em cada sala de vacina. “Nossa meta é manter o trabalho de monitoramento e auxílio para todos os municípios e garantir que a população tenha acesso ao imunizante e, com isso, tenhamos um número cada vez maior de pessoas protegidas”, complementou o secretário.

Com a chegada dos imunobiológicos, será reforçada já nos próximos dias a vacinação de gestantes, puérperas, pessoas com síndrome de Down, pessoas com deficiência permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (de 55 a 59 anos de idade) e pessoas com comorbidades, entre 55 e 59 anos. “Recebemos mais um lote de vacinas e, seguindo o planejamento, o nosso público prioritário agora é formado por pacientes com comorbidades, gestantes e puérperas, além de pessoas com necessidades especiais. Também poderemos contemplar mais uma fase importante para os integrantes das forças de segurança, forças armadas e de salvamento. Estamos trabalhando muito e, se Deus quiser, conseguiremos fortalecer o trabalho e imunizar a nossa população”, reiterou o governador Antonio Denarium.

Até o momento, foram aplicadas em Roraima 118.383 doses, sendo 68.872 primeira dose e 49.511 segunda dose.

Fonte: Secom - RR