imagem da notícia
DESENVOLVIMENTO | Governo segue com agenda de atração de investimentos para Roraima

22/09/2020


O Governo de Roraima segue com o trabalho de busca por investimentos para consolidação da base econômica do Estado e geração de emprego e renda para a população.

Como parte dessa agenda positiva, o governador Antonio Denarium recebeu, na manhã deste sábado, 19, no Palácio Senador Hélio Campos, empreendedores das regiões Sul, Norte e Centro-Oeste interessados em investir na avicultura e no plantio de soja no Estado.

“Nosso propósito é valorizar os empreendedores que aqui estão e atrair novos investidores. Precisamos trabalhar para geração de emprego e de renda, para o desenvolvimento de Roraima”, afirmou Antonio Denarium.

Os presidentes do IACTI (Instituto de Amparo à Ciência, Tecnologia e Inovação), Aluizio Nascimento, do Iteraima (Instituto de Terras e Colonização), Márcio Grangeiro, da Aderr (Agência de Defesa Agropecuária), Roberto Siqueira, o secretário de Agricultura, Emerson Baú, e o adjunto de Planejamento, Fábio Martinez, participaram da reunião.

Também participaram do encontro alguns produtores já estabelecidos no Estado. Estes falaram de suas experiências exitosas de investimentos no setor primário e das vantagens de se produzir na região mais setentrional do Brasil, com parte do território no Hemisfério Norte e possibilidade de produção na entressafra.

Os integrantes do Governo de Roraima enfatizaram as atividades efetuadas com a finalidade de promover o desenvolvimento socioeconômico regional. Foram destacadas ações de regularização fundiária e ambiental, além do trabalho da Agência de Defesa Agropecuária para manutenção da sanidade animal e vegetal.

Um dos potenciais investidores é o empresário gaúcho especializado em zootecnia, Marcos Milani. “A fama de Roraima está se espalhando no Brasil. Baseado nisso, comecei a prospectar oportunidade aqui. Vi que uma das áreas em que tenho experiência e trabalho, avicultura, tem espaço para desenvolvimento”, afirmou.

“Não conhecíamos o Estado, mas um dos proprietários da empresa Fazendão Agronegócio [do Tocantins] veio a Roraima e ficou encantado com a região. Estamos muito animados, procuramos espaço para colocar escritório e terrenos para construir silos. Vamos ficar”, disse enfático Eduardo Barcelos.

Histórias de sucesso servem de inspiração para quem almeja investir em Roraima

A política de atração de investidores tem alcançado bons resultados. Um dos exemplos de sucesso é a empresa Sementes Cajueiro que foi instalada no município de Alto Alegre. Com obra iniciada no começo deste ano, a etapa da indústria já está concluída, produzindo sementes para exportação.

“Neste ano, iremos atender ao mercado do Pará, com a exportação de 15 mil sacas de semente de soja. A meta é produzir em áreas irrigadas. Arrendamos 900 hectares para produzir sementes e atender todo o mercado local na safra de 2021”, ressaltou o gerente de Desenvolvimento de Mercado da empresa,

Marcio Bonkoski.  

Além de Roraima, no próximo ano, conforme o gerente, a unidade local da empresa pretende atender aos Estados do Arco Norte. “Vamos exportar em 2021 para o Amapá e para Rondônia. Estamos fazendo teste de logística também para o Mato Grosso.

Logística é a palavra estratégica para o empreendimento. Conforme Marcio Bonkoski, as sementes trazidas para Roraima por via fluvial percorriam 3.500 quilômetros em uma viagem de 15 dias. Sofriam perda de qualidade, de capacidade de germinação e de vigor. “Essa semente será produzida aqui, mantendo todas as qualidades e vigor, para que o cliente tenha um produto da melhor qualidade”, frisou.

Exportadora para a Venezuela e para a África, a empresa, que tem sua matriz no Maranhão, para trazer o produto até o país vizinho, usava o porto de Belém e as sementes vinham de navio para o Caribe e depois eram levadas para a região de Maturín, onde há plantio de soja.

“Com a produção aqui em Roraima, temos condições de fazer esse transporte rodoviário, com aproximadamente dois dias de viagem. Na logística fluvial, esse prazo podia ser de até 35 dias”, ressaltou.

 Governo atende com criação de ambiente positivo  

Todas as ações de secretarias e órgãos estaduais de atendimento ao setor produtivo contribuem para a criação de um ambiente seguro para instalação de novos empreendimentos em Roraima.   

“Esses produtores querem conhecer nossa realidade, saber das condições de investimento. Fazemos apresentações sobre clima, geografia, índices técnicos, vantagens produtivas, diversidade de cultura, produção na entressafra, uma vantagem em relação às outras regiões do País. Tudo é feito para que os investidores conheçam o Estado e confiem na possibilidade de êxito”, afirmou o secretário de Agricultura, Emerson Baú.

Conforme ele, a expectativa é, em 2021, chegar a 90 mil hectares de plantação de grãos no Estado, com crescimento estimado para 100 mil hectares em 2022.

“Enxergamos o agro como um todo. Fazemos um trabalho com agricultura empresarial, na criação de um ambiente positivo, e com agricultura familiar e indígena, oferecendo apoio e estruturação, porque sabemos que eles precisam de suporte do setor público”, frisou o secretário.

 
Fonte: Secom-RR